Exposição e festival: retomada da universidade e da cidade

17/04/2022 09:58

Começa nesta semana a exposição e festival cultural Cidades pós-pandemia: recolocar no horizonte uma obra em comum, organizado pelo PósArq. Será um mês de atividades: aulas abertas, oficinas, rodas de conversa, debates, além de fotografias, instalações, projeções etc. Teremos grande prazer de contar com a presença de nossa comunidade de discentes, técnicos  e docentes, a fim de fazermos deste um momento de retomada coletiva dos espaços públicos, da universidade e da cidade.  Segue abaixo a programação:

 

Evento Cidades pós-pandemia: colocar no horizonte uma obra em comum

20 de abril a 20 de maio

Local: MESC (Rua Saldanha Marinho, 196 – Centro, Florianópolis)

 

                                                 Semana de 20 a 23/04

Quarta-feira 20/04

19h00 – Cerimônia de abertura

Com a Performance Camisa de força, de Kamilla Nunes e Aline Natureza

20h30 – Rolezinho na Victor Meirelles

 

Sexta-feira 22/04

17h00 – Aulão integrado “ A retomada da universidade e da cidade”

Com professores/as da UFSC Almir Reis, Adriana Rossetto, Eduardo Westphal, João Paulo Schwerz, Maíra Felippe, Maria Ines Sugai, Marina Toneli, Paolo Colosso, Renato Saboya, Ricardo Socas, Rodrigo Bastos, Rodrigo Gonçalves, Samuel Steiner e Soraya Nor

 19h –  Ação com Erro Grupo de Teatro “Paralelos para ímpetos coletivos sobre paralelepípedos em ano de eleição”

 

Sábado 23/04

 11h – Performance “O Tigre e o rio (in)visível: um manifesto de afeto”

de Rafael Alves Campos, fotografia de William Borges Thomsen e Priscila dos Anjos

Local de início: Praça do Montserrat

 

                                                Semana de 25 a 29/04

Quinta feira 28/04

  14h às 17h-  Aula aberta “O corpo nos espaços públicos”

com Rodrigo Gonçalves (UFSC)

14h às 17h-  Debate “Quando o IPHAN perde sua materialidade”

com Andrey Schlee (UNB) e João Paulo Schwerz (UFSC)

  19h às 20h30 – Roda de ativação “Experimentações estéticas e as condições urbanas”

Com Paolo Colosso (UFSC), Rodrigo Bastos(UFSC) e Thays Tonin(UFPEL)

 

Sexta-feira 29/04

14h – Exibição do vídeo “O mundo de Camila”, de Lia Brasil

 15h- Exibição do vídeo “Corpos fatiados na cidade assintomática”, de Rodrigo Gonçalves

 16h- Exibição do vídeo “Refúgio” de Pedro Oscar Mariano

18h – Roda de ativação com a artista Gugie Cavalcanti ( ADIADO)

Com Juliana Crispe (UDESC) e Thays Tonin (UFPEL)

19h30 – Ação com Erro Grupo de Teatro: Paralelos para ímpetos coletivos sobre paralelepípedos em ano de eleição ( ADIADO)

 

                                                   Semana de 02 a 06/05

Quinta-feira – 05/05

16h30- Exibição do vídeo Flanantes de Murilo Romão

 17h às 20h – (Re)existir #vivacentroleste

Conversa + Lançamento jornal Ponto de fuga – O centro histórico + Lambe-lambe

Com Aghata Gonsalves (UFSC), Guga Andrade (UDESC), Guto Lima (produtor cultural), Silvia Lenzi (urbanista) e Simone Bobsin (Portal ArqSC)

19h – construção coletiva da Cartografia Afetiva do Centro Histórico Leste com Movimento #vivacentroleste + Co Studio

20h: Projeção: oficina #atenuarcidade + seleção de fotos do cronista urbano Sérgio Vignes

Local: Rua Victor Meirelles

  

Sexta-feira  06/05

14h- Exibição de “Cidade Negra” por Bruno Barbi (Studio de Ideias)

16h – Debate “Que políticas culturais queremos para área central?”

Com Cristina M. Dalla Nora (Museu de Florianópolis/Sesc), João Paulo Schwerz (UFSC), Marcelo Seixas (Museu Histórico de Santa Catarina e Fundação Catarinense de Cultura), Rafael M. de Moura (Museu Victor Meirelles e Ibram) e MESC

18h- Videoarte  de Cláudia Cardenas

                                       Semana de 09 a 14/05

 

Quarta-feira  11/05

14:00h às 16:30h- Roda de conversa “A relação entre campus e cidade”

Com José Kós (UFSC), Camila Poeta (UFSC) e Luiz Henrique Pavan (UFSC)

17h às 19h –  Palestra “Por uma história pública das artes visuais”

Com Thays Tonin (UFPEL)

 

Quinta-feira  12/05

14:00h às 17:30h – Oficina “Método de levantamento e sistematização de dados para o projeto de restauração: nuvem de pontos”

Com João Paulo Schwerz (UFSC) e WRodacki (Blumenau)

 

Sexta-feira  13/05

14:00h – Museu do que nos resta – Instruções para um contra-arquivo queer

Com Lucas Reitz (UDESC)

 

17h – Disputas no espaço público e formas de vida urbana

Com Ingrid Satere Mawé, Jahy Pronsato (MLB) e Ricardo Socas (UFSC)

19h – Ação com Erro Grupo de Teatro: Paralelos para ímpetos coletivos sobre paralelepípedos em ano de eleição

 

Sábado 14/05

10:00h às 12:00h

Caminhada Jane Jacobs Floripa – Paralelepípedo – do antigo bairro da Pedreira à resistência de hoje 

Com o arquiteto urbanista Guga Andrade e Movimento #vivacentroleste

 

                                                Semana de 16 a 20/05

Quarta-feira 18/05  

 16:00 – Diálogo sobre o documentário Onde eu moro
Pedro Kós, diretor com Jon Shenk do documentário e único brasileiro indicado para a última edição do Oscar, concede uma entrevista para José Kós, especialmente para o festival.

 

18h às 20h – Debate “ A Revisão do Plano Diretor de Florianópolis”

Com Alencar Deck Vigano (Fórum da Cidade e UFECO), Elson Manoel Pereira (Geociências UFSC),  Lino Bragança Peres (ArqUrb UFSC),  Samuel Steiner (ArqUrb UFSC) e  Sílvia Lenzi (ex-IPUF e ex-IAB)

 

 Quinta-feira 19/05

14h às 17h – Aula aberta “O Patrimônio cultural em disputa”

Com João Paulo Schwerz (UFSC), Maria Regina Weissmeyer (IPHAN) e Marina Toneli Siqueira (UFSC)

17h às 19h – Lançamento do livro “A modernidade em Hans Broos” ( editora Annablume)

Com a autora Karine Daufenbach (UFSC), Alice de Oliveira Viana (UDESC) e Sandra Makowiecky (UDESC)

 

Sexta-feira – 20/05

13:30h – Oficina provocativa sobre a seleção e preservação do patrimônio cultural

Com Guilherme Ruchaud (UFSC) e Lilian Fabre (UFSC/UDESC)

14:00h – Roda de conversa “Modernidade prometida: Arquitetura em Florianópolis de 1930 a 1970. Wolfgang Ludwig Rau. 

Com Luiz Eduardo Fontoura Teixeira e equipe UFSC. Convidados: Karine Daufenbach (UFSC), Bernard Brasil(IFSC) e Cristiane Galhardo Biazin ( IPHAN)

16:00 – Lançamento da publicação digital  “Fruição Pública: integração das artes no centro de Florianópolis”

Com a autora Camila Alba em conversa com Gabriel Vilas (UDESC), SEbastião G. Branco. e Luiz Eduardo F. Teixeira( UFSC)

 

17:00h – Roda encerramento

 

 Exposição contínua: 

fotografias, fotomontagens, vídeos,

pinturas, instalações e projeções

  

Comissão organizadora

Paolo Colosso

Aretha Rodrigues

Luiza Mattos

Simone Bobsin

 

 Apoio: Museu da Escola Catarinense (MESC), Portal ArqSC e Luma Arquitetura